Comparativo entre os carros VW Jetta e o Virtus

Se você é fã de carros e está pode dentro das novidades da Volkswagen, já deve ter escutado por aí diversas comparações entre os modelos Jetta e Virtus. Ambos modelos têm muito potencial e têm conquistado o público em diversas categorias. Veja a seguir um comparativo detalhado entre estes dois carros tão promissores para o próximo ano:

O Virtus é um dos veículos mais completos e populares da Volkswagen. Este modelo não é o mais tradicional da marca, entretanto já conquistou o público brasileiro com todo o seu potencial. Há uma grande expectativa quando a versão do Virtus para o próximo ano e a promessa, é que ele vai continuar impressionado no desempenho, visual e tecnologia.

O público brasileiro é fã da categoria de veículos sedã, e o Jetta representa bem a Volkswagen trazendo um modelo de luxo. O carro impressiona em diversos aspectos e promete continuar impressionado o público com o Jetta 2021. Quem conhece este veículo não se decepciona!

Jetta X Virtus
Jetta X Virtus

Preço

Tanto o Jetta como o Virtus são modelos referência para a Volkswagen, mas para entender melhor o potencial dos veículos em cada categoria, observe o comparativo.

Existe uma porcentagem de 23,2% de diferença entre os preços deste veículo. Os preços do volkswagen Virtus podem variar entre R$ 71,747 e R$ 75,000, enquanto o Jetta tem custo médio de R$ 88,396.

Entre outras opções de lançamento da Volkswagen, podemos citar o Novo Polo 2021.

Desvalorização

Outro ponto muito importante é a desvalorização do veículo, pois vai interferir diretamente no valor da revenda. Nesta categoria, o Virtus tem uma porcentagem de desvalorização maior, de 10,76%, enquanto o Jetta só possui 6,15%.

Um gasto muito importante que vem junto com a aquisição do veículo é o contrato de seguro. O valor do seguro entre os modelos tem uma diferença de 23,2%. Neste aspecto, o modelo Jetta pode ter um custo mais elevado para o proprietário, chegando a quase R$ 5 mil. No geral, o preço pode depender do segurador, mas é esperado que o Virtus possua um seguro mais em conta.

Para quem preza pelo conforto do veículo, vai gostar de saber que tanto o Virtus como o Jetta, impressionam na categoria. Ambos agradaram o público igualmente, oferecendo comodidade total para os passageiros.

O modelo Jetta vai de 0 a 100 km em 8,6 s, enquanto o Virtus tem a mesma velocidade a 9,9 s. A diferença entre eles é significativa, chegando ao comparativo total de 13,1%.

O consumo de combustível é um dos pontos mais importantes na hora de comparar dois modelos. O Jetta roda 10,4 km com um litro de gasolina na cidade, e o Virtus roda 11,2 km com a mesma quantidade.

Regras impostas pelo MEC para isenção de taxas

Muitas pessoas podem solicitar a isenção ENEM 2021, porém, o estudante deve estar encaixado nas regras impostas pelo MEC. Quer saber como solicitar a isenção ENEM 2021? Então continue nos acompanhando, pois aqui reunimos todas as informações referentes a este.

Isenção ENEM 2021

Assim como já é do seu conhecimento, o ENEM é o Exame Nacional do Ensino Médio, que é a principal porta de entrada para as universidades públicas e federais de todo os estados brasileiros.

✓ Veja quais os principais concursos previstos para 2021!

Com o ENEM, milhares de estudantes conseguem ingressar no ensino superior de forma gratuita. Mas para isso, é necessário realizar uma maratona de provas, as quais irão avaliar o conhecimento do candidato. Caso obtido a nota de corte necessária para o curso desejado, o estudante é selecionado para a vaga.

As inscrições são realizadas anualmente e tem uma taxa a ser cobrada. Porém, muitas pessoas não tem condições de pagar esse valor. Com isso, o governo criou algumas regras de isenção ENEM 2021, onde há casos em que o estudante não precisar pagar o valor cobrado pela taxa de inscrição.

Abaixo, confira mais informações sobre!

Quem pode solicitar a isenção ENEM 2021?

A isenção ENEM 2021 foi uma forma que o MEC encontrou para dar oportunidade àqueles que desejam ingressar na universidade pública, mas não possuem condições de pagar a taxa de inscrição para a prova.

A seguir, veja as situações que garante à isenção:

  • Está cursando a última série do Ensino Médio, em 2018, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;
  • Atingiu nota mínima para certificação do ensino médio nas áreas para as quais se inscreveu no Encceja 2018;
  • Cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada; e tem renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio (R$ 1.431);
  • Está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda que possua Número de Identificação Social (NIS), único e válido; e tem renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 477) ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 2.862).

Como solicitar a isenção ENEM 2021?

Antigamente, a solicitação de isenção ENEM 2021 era feita no ato da inscrição. Com as mudanças feitas pelo MEC, este pedido de isenção é feito separadamente, antes mesmo da inscrição.

✓ Veja como se inscrever no programa Nossa Bolsa 2021!

Siga as instruções abaixo para realizar este procedimento:

  • Acesse a página do participante ENEM → Clicando aqui;
  • Agora, clique em “Acesse o sistema de isenção” e logo em seguida em “Isenção ENEM 2021”;
  • Informe o número de seu CPF e a data de nascimento;
  • Será necessário responder algumas questões, às quais irá lhe dar o direito ou não de ter a isenção;
  • Insira informações sobre seus dados pessoais e endereço;
  • Por fim, envie a solicitação.

O aluno pode acompanhar a aprovação ou não da sua solicitação no próprio site.

Taxa de inscrição ENEM

Para aqueles que não estão isentos da taxa de inscrição Enem, deverão pagar um valor cobrado pelo MEC.

Todos os anos a taxa de inscrição ENEM sofre reajustes. Para o Exame Nacional do Ensino Médio 2021, nenhuma informação sobre o seu valor foi divulgado.

Em sua última edição, o valor cobrado pela taxa foi de R$82,00.

Em breve, votaremos a atualizar este post!

Simulação para entrega da Declaração IRPF à Receita Federal

Cálculo Imposto de Renda 2020: De olho no prazo final da entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2020 (DIRPF), muitos contribuintes não sabem como é feita a conta que define os valores de cobrança do imposto.

A lógica do cálculo do Imposto de Renda é de que cada cidadão possa contribuir de acordo com sua capacidade financeira.

Para isso, o Governo Federal, através da RFB – Receita Federal do Brasil, estabelece alíquotas que servem como uma forma de escalonamento para as faixas de rendimentos. Assim, quem ganha mais paga mais.

O cálculo Imposto de Renda 2020 considera um cálculo mensal e um anual. No decorrer do ano, um valor do imposto é retido mensalmente pela fonte pagadora (IRRF – Imposto de Renda Retido na Fonte), com base nos rendimentos do trabalhador, e repassado ao fisco.

No caso de profissionais liberais e trabalhadores autônomos, a cobrança sobre os rendimentos é feita pelo recolhimento mensal do imposto por meio do carnê-leão.

O cálculo mensal de contribuição praticado em 2020 deverá seguir a seguinte tabela

Ao final do ano, o contribuinte deve juntar todos os recibos das contas deduzíveis e efetuar o cálculo de ajuste que é feito anualmente.

Fazendo o Cálculo Imposto de Renda 2020

Para chegar ao valor da base de cálculo é preciso partir do salário bruto, considerar todas as deduções, como os descontos com a previdência (INSS), se há dependentes e outras deduções previstas em lei.

Após subtrair todas as deduções do salário bruto que se saberá qual a base de cálculo e a alíquota correspondente.

No momento da declaração de ajuste anual o valor recolhido poderá ser restituído ou deverá ser complementado, de acordo com as informações prestadas pelo contribuinte.

No site da Receita Federal o contribuinte poderá simular o imposto a ser recolhido, tanto de acordo com a Tabela Mensal, quanto com o ajuste anual, informando seus rendimentos e suas deduções previstas em lei.

Notícias para o próximo ano sobre o benefício social para famílias carentes

Quando foi criado, em 2003, o Programa Bolsa Família rapidamente despertou grande expectativa em todo o Brasil, especialmente entre as famílias mais carentes, que representam quem tem direito ao Bolsa Família 2020 e que podem usufruir de seus benefícios.

Programa de transferência de renda dos mais importantes, o Bolsa Família representa para muitas destas famílias em condições de pobreza ou de extrema pobreza, uma fonte de renda importante, que complementa o orçamento e que pode significar um pouco mais de dignidade para elas.

Portanto, nas próximas linhas deste artigo, nós vamos mostrar quem são as pessoas que têm direito ao Bolsa Família 2020, mostrando também o que é este programa, como ele funciona e qual o valor oferecido de benefício. Preste muita atenção!

Bolsa Família 2020

Criado entre 2003 e 2004 como uma das maiores bandeiras do então presidente Lula para acabar com a desigualdade social do país, o Bolsa Família representa um programa de transferência de renda voltado para famílias carentes que estejam em situação de pobreza ou de extrema pobreza e que se encaixem em requisitos que veremos melhor adiante.

Desde a sua criação até os dias atuais, o Programa Bolsa Família passou por diversas mudanças e melhorias, todas para tornar mais fácil a vida das famílias beneficiarias, e também visando aprimorar os mecanismos de controle por parte do governo federal.

A intenção do Programa Bolsa Família é fazer com que estas famílias em condições que são consideradas de vulnerabilidade consigam transpor barreiras e possam deixar tais condições para trás.

Confira quem tem direito ao Bolsa Família 2020

Toda família brasileira que se encontre em situação de pobreza ou de extrema pobreza, e que consiga comprovar tal condição, terá direito ao Programa Bolsa Família, sendo que alguns requisitos deverão ser respeitados para a liberação de acesso ao benefício.

Confira abaixo quem tem direito ao bolsa família:

01. Famílias em condição de pobreza deverão apresentar renda familiar mensal por pessoa de 85,01 até 170 reais, e famílias em condição de extrema pobreza deverão apresentar renda familiar mensal por pessoa de até 85 reais.

02. Famílias que tiverem crianças e adolescentes de até 15 anos de idade deverão comprovar uma frequência escolar de no mínimo 85% nas aulas, ao passo que famílias que tiverem jovens entre 16 e 17 anos entre seus membros deverão comprovar uma frequência escolar de no mínimo 75%.

03. Crianças e adolescentes deverão ter carteiras de vacinação em dia, especialmente no que tange às vacinas consideradas obrigatórias.

04. Famílias com crianças de 0 a 7 anos de idade deverão apresentar acompanhamento médico para garantir que seu desenvolvimento e que seu crescimento sejam os melhores possíveis.

05. Mulheres gestantes deverão fazer o pré-natal corretamente e mulheres entre 14 e 44 anos que amamentem deverão passar por acompanhamento médico, e por fim, deverão todas as crianças membros destas famílias abandonarem quaisquer tipos de trabalhos infantis.

Fui dispensado sem justa causa: Quais meus direitos?

O processo de demissão sem justa causa, ocorre quando o empregador resolve desligar um empregado de sua área de trabalho, sem justificativa, visto que a contratação e demissão é poder da empresa.

Quando a demissão é feita com justa causa, o empregado pode perde alguns dos seus direitos. Já no caso de quem é demitido sem justa causa, o empregado recebe todos os direitos trabalhistas cabíveis a ele.

Direitos de quem é demitido sem justa causa

O empregado demitido sem justa causa terá direito ao aviso prévio.

No cálculo das verbas rescisórias, entram:

  • Saldos de salário
  • Salário família
  • Férias vencidas indenizadas, se houverem
  • Férias proporcionais indenizadas
  • Décimo terceiro salarial proporcional indenizado
  • Indenização adicional.

A indenização adicional de um salário será devida no caso de demissão pelo empregador sem justa causa no termino do aviso (indenizado ou trabalhado), nos 30 dias que antecedem a data base da categoria.

O empregado deverá receber até 40% do saldo de multas do FGTS, o mesmo também tem o direito de sacar o seguro desemprego.

Aviso prévio – O empregador deverá noticiar o seu empregado sobre a decisão de rescindir o seu contrato de trabalho no período mínimo de 30 dias, para que este possa se adaptar a sua nova realidade.

Deste modo, caberá ao empregado escolher por trabalhar com uma redução de duas horas diárias sobre o tempo normal de trabalho sem prejuízo do salário ou então optar por faltar sete dias de trabalho de forma consecutiva sem prejuízo do salário, contudo mantendo o período normal de trabalho diário.

Uma questão de muita importância é referida ao prazo para o pagamento das verbas rescisórias, pois a reforma trabalhista alterou a forma de sua contagem.

O empregado que foi demitido também terá direito de sacar o PIS ou para servidor público, o PASEP 2020, isso ocorrerá ao longo de 3 anos.

Aviso prévio de quem é demitido sem justa causa

O aviso é a comunicação de demissão do empregador com o empregado, com antecedência mínima de 30 dias.

Também tem o aviso prévio com trabalho, onde o empregado continua exercendo suas atividades ao decorrer do período pré-avisado. O período do aviso prévio trabalhado integra o tempo de serviço para os efeitos legais, incluindo reajuste salarial, ferias, FGTS e decimo terceiro.

O empregado tem direito a redução de duas horas durante a diária, sem prejuízo do salário integral, 7 dias corridos.

Aviso prévio indenizado

Acontece quando o empregado não é avisado com antecedência pelo empregador sobre a demissão, ou seja, a ausência do aviso prévio.  O empregador pagará seu trabalho ao longo dos 30 dias que seria de avisos, sendo assim indenizado pelo empregador por falta de aviso.

Oportunidade de emprego em agências do Itaú

Nada melhor para um jovem estudante iniciar sua carreira profissional em uma empresa tradicional e de credibilidade no Brasil e no mundo. Sinônimo disso, é a atual estabilidade e respeito conquistado pelo Banco Itaú. Atualmente, o Itaú possui mais de 110 mil funcionários, 2.639 agências e 80 anos de história.

Com toda essa bagagem, que não sonha em trabalhar em uma organização como essa? Então atenção, seu sonho pode virar realidade. Anualmente o Banco Itaú abre oportunidade para jovens estagiarem e conquistarem muita experiência. Ficou interessado? Saiba como funciona o jovem aprendiz Itaú.

O que é o Jovem Aprendiz Itaú?

O Jovem Aprendiz Itaú é um programa oferecido pelo Banco Itaú que oferece oportunidade para jovens talentos se capacitarem por meio de um estágio oferecido no próprio banco. O objetivo do programa é preparar pessoas para um mercado de trabalho cada vez mais exigente, além de proporcionar um ambiente agradável de trabalho e estimular o desenvolvimento pessoal e profissional.

Quem pode participar?

Os pré-requisitos para se inscrever no Jovem Aprendiz são bem simples. Você precisa ter entre 14 e 24 anos e estar estudando ou já ter concluído o ensino médio. As oportunidades são preferencialmente para estudantes da rede pública de ensino. A jornada de trabalho é de 6 horas diárias.

Onde eu me inscrevo?

As inscrições ficam abertas durante todo o ano. Para se inscrever basta clicar na opção INSCREVA-SE no site do programa https://ww2.itau.com.br/hotsites/itau/carreira/aprendiz.html. Lá você irá preencher uma ficha com todos os dados solicitados.

Etapas do processo

A escolha do candidato é feita da seguinte forma: Primeiro é feito uma avaliação dos cadastros (currículos) feitos no site do programa (aquele lá em cima). Em seguida o candidato é chamado para uma dinâmica em grupo e por fim uma entrevista individual. Se for aprovado nas três etapas ele é selecionado para estagiar no Banco Itaú.

Benefícios do Jovem Aprendiz Itaú

  • Vale-refeição
  • Vale-transporte sem descontos
  • Política salarial diferenciada
  • Seguro de vida em grupo
  • Assistência médica e odontológica.

Todo ano o Banco Itaú seleciona mais 1.000 aprendizes, e já passaram pelo programa mais de 7.000. Então se você se encaixa nos pré-requisitos não deixe essa chance passar, uma vez que, o mercado de trabalho está buscando as pessoas mais capacitadas e a concorrência está cada vez mais acirrada.

Logo, iniciar sua capacitação em uma organização como a do Itaú irá fazer o diferencial em toda sua trajetória. Hoje em dia, muitos programas educacionais estão ajudando aos jovens que realmente querem trabalhar e tem empenho na vida, como por exemplo o pronatec do governo ou o Educa mais brasil da iniciativa privada. Aproveite!

Quais são os benefícios constitucionais do trabalhador?

O Seguro Desemprego 2019 é um benefício garantido constitucionalmente, pela Lei n.º.998, de 11 de janeiro de 1990, alterado pela Lei n.º 8.900, de 30 de junho de 1994. Este benefício é concedido aos trabalhadores que são demitidos sem justa causa, e serve como auxílio ao cidadão no período em que o mesmo estiver desempregado.

Este é um dos seguros mais importantes de direito ao trabalhador no Brasil. Já que garante ao trabalhador um salário durante um período de três a cinco meses, para que o mesmo possa cuidar de suas despesas, saúde e alimentação enquanto procura um novo emprego. O número de parcelas do seguro é definido através do cálculo do seguro desemprego.

  • Seguro Desemprego Formal: destinado a trabalhadores formais demitidos sem justa causa
  • Seguro Desemprego Pescador Artesanal: destinado a pescador profissional que exerça sua atividade de forma artesanal, individual ou em regime de economia familiar
  • Bolsa Qualificação: destinado a trabalhadores matriculados em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador, que tiveram contrato de trabalho encerrado
  • Seguro Desemprego Empregado Doméstico: destinado ao empregado doméstico dispensado sem justa causa
  • Seguro Desemprego Trabalhador Resgatado: destinado aos trabalhadores resgatados de regime de trabalho forçado ou da condição análoga à de escravo

De bicicleta em Niterói

Os tradicionais City Tours pelas cidades podem ser, por vezes, entediantes. Contudo, na bela Niterói, particularmente, recomenda fazer um city tour tradicional para se ter uma primeira impressão da cidade.  No entanto, além do tour feito por ônibus, que tal fazer um de bicicleta?

Ciclistas no centro de Niterói

O Museu da Bicicleta criou um roteiro de 3h 30m para você conhecer a linda Niterói: seus monumentos, seus belos bairros, suas praças e muito mais.

São dois roteiros. Um pelo Norte outro pelo Sul. Pelo Norte você vai conhecer, dentre outros locais: como os principais bairros, pontos turísticos, estádios e mais muito mais.

Se você escolher o roteiro Sul, vai encontrar o tradicional bairro de central da cidade de Niterói, especialmente para quem vem de São Paulo.

O valor do passeio é de cerca de 100 reais (para o aluguel da bicicleta para fazer a rota indicada pelo Museu da Bicicleta) e inclui todo o equipamento de apoio (bicicleta, capacete, bebidas, guia, corrente e cadeado). Mas não esqueça: verifique sua saúde e sua forma física antes de embarcar nessa deliciosa e sensacional viagem.